Compartilhe

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Sugestão para Missa do V Domingo da Páscoa - Ano A - 22-Mai-2011



Sugestão para Missa do V Domingo da Páscoa - Ano A - 22-Mai-2011
- Jesus Cristo: Caminho, Verdade e Vida -

Nesta semana prosseguimos as leituras liturgicas das Semanas da Páscoa que se encerra no dia de Pentecostes, nestas semanas as músicas que utilizamos no Domingo de Páscoa podem ser utilizadas normalmente porque as leituras vão nos remeter a uma reflexão da vitória de Cristo Ressuscitado, da vitória sobre a morte e a salvaçao para toda a humanidade.

Nestas semanas deixarei a base da sugestão fixa com as musicas do Tempo Pascal e estarei apenas acrescentando algumas músicas mais específica da leitura do Domingo.

Não estarei fazendo as meditações da Liturgia porque as músicas já terão um sentido, um rumo a ser seguido , mas para não ficarmos sem um aprofundamento estarei partilhando as ótimas meditações de John Nascimento na qual o mesmo divulga seus textos pelas listas católicas. Encerrando as semanas do Tempo da Páscoa voltaremos com as meditações liturgicas e as música direcionadas especificadamente para cada Domingo.

Boa Páscoa a Todos! Viva Cristo ressucitado! Aleluia! Aleluia!

Deixe sua mensagem em nosso Blog para sabermos como estamos ajudando e como podemos melhorar e contribua com nosso apostolado ajudando a divulgar nosso blog!

Obrigado Pax et Bonum

Rogério Hirota
Ministério Ressurreição - Jacareí-SP

5º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO A !
Autor: John Nascimento

A Liturgia da Palavra deste 5º Domingo da Páscoa – A, diz-nos que Jesus Ressuscitado é Caminho, Verdade e Vida.
A afirmação de Jesus personaliza os temas bíblicos característicos e permite a toda a experiência humana confrontar-se com ele sobre o sentido fundamental da existência.
«Jesus Cristo, Verbo feito carne, enviado como “homem aos homens”, “fala as palavras de Deus” e consuma a obra da salvação a Ele confiada pelo Pai.
Eis porque Ele, ao qual quem vê, vê também o Pai, pela plena presença e manifestação de si mesmo por palavras e obras, sinais e milagres, e especialmente por sua morte e gloriosa ressurreição dentre os mortos, enviado finalmente o Espírito de verdade, aperfeiçoa e completa a revelação e a confirma com o testemunho divino de que Deus está connosco para nos libertar das trevas do pecado e da morte e para nos ressuscitar para a Vida Eterna.
A 1ª Leitura, dos Actos dos Apóstolos, diz-nos que, a fim de não ficarem totalmente absorvidos pelos problemas internos da Igreja, comunidade em contínuo crescimento, os Apóstolos, invocado o Espírito Santo, tomam a resolução de instituir sete colaboradores, escolhidos na mesma comunidade, os quais, sem descurarem o trabalho da evangelização, ficarão, contudo, especialmente encarregados da caridade e dos serviços materiais.
- «Não convém que deixemos de pregar a palavra de Deus, para fazermos o serviço das mesas. Procurai, pois, irmãos, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, para os pormos à frente desse cargo. Quanto a nós, vamos dedicar-nos totalmente à oração e ao serviço da palavra». (1ª Leitura).
Deste modo, os Apóstolos, «servos da palavra», poderão dedicar-se, exclusivamente, àquilo que é essencial : o anúncio da «boa notícia» da salvação.
Na verdade, «é através da palavra de Deus que a fé nasce nos corações, os ídolos, forjados pelos homens se desmoronam e as mesmas civilizações se transformam».
Tudo se consegue, esperando na misericórdia do Senhor, como proclama o Salmo Responsorial :
- “Esperamos, Senhor, na Vossa misericórdia”.
Na 2ª Leitura, S. Pedro diz-nos que, a pedra rejeitada pelos homens, que O fizeram passar pela Paixão e Morte, Jesus Cristo tornou-Se, pela Sua Ressurreição, pedra viva, sobre a qual foi construída a Igreja, o novo Povo de Deus.
- Aproximai-vos do Senhor. Ele é a Pedra viva, rejeitada, é certo, pelos homens, mas, aos olhos de Deus, escolhida e preciosa. (2ª Leitura).
Unindo-se a Cristo pela sua fé, o cristão torna-se, por seu lado, pedra viva desse edifício espiritual.
Embora de modo essencialmente diverso do dos ministros consagrados, fica a participar do Sacerdócio único de Cristo.
Pode assim apresentar a Deus a oferta espiritual de toda a sua existência, o seu amor, a sua entrega aos irmãos, o seu trabalho e o seu compromisso temporal.
Pode anunciar as maravilhas do amor de Deus.
O Evangelho é de S. João e diz-nos que, pela Sua vida e pelas Suas palavras, Jesus revelou-nos, perfeita e seguramente, o Pai, de tal modo que, desde o momento em que o Filho de Deus se fez Filho do homem, Deus deixou de ser inacessível e inatingível.
Em Jesus, sacramento de encontro com Deus, o homem entrou, definitivamente, em comunhão de pensamento e de vida com o Pai.
- «Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por Mim». Se Me conhecêsseis, conheceríeis também Meu Pai. Agora ficais a conhecê-l’O e já O vistes”.(Evangelho).
Esta comunhão com Deus é possível, mesmo neste tempo que decorre entre a partida de Jesus e a Sua vinda final.
Cristo é o Caminho, enquanto viveu na sua pessoa a transfiguração da humanidade fiel na glória de Deus e comunica essa experiência aos seus irmãos.
É a casa de Deus, porque nele e com ele a humanidade encontra o Pai e vive da sua vida.
Só Cristo, a cujas mãos o Pai confiou todas as coisas, pode comunicar a Vida, que é o conhecimento, cheio de amor de Deus.
Cristo é a Verdade plena e profunda de todas as religiões, das suas doutrinas, dos seus ritos e dos seus comportamentos, na medida em que constituem uma busca sincera de Deus.
Se Cristo é o único caminho que leva à casa do Pai, a Igreja em marcha participa do mesmo mistério; realiza no tempo a “passagem” ao Pai, que o Senhor Jesus cumpriu na sua páscoa de sofrimento e de glória.
Ela não é a casa definitiva, mas apenas a tenda de reunião, o ponto de referência que não deve, com escleroses ideológicas ou discriminações práticas, impedir aos homens o diálogo de salvação com Aquele que é caminho, verdade e vida.
Porque sobre ele, como pedra fundamental está fundada a Igreja, uma pedra que é segurança para quem nela se ancora, mas que acaba constituindo um tropeço para quem não crê.
Cristo é o “sinal de contradição” para muitos, enquanto para nós é o novo Sinai, a rocha em torna da qual a nossa assembleia sela a Nova Aliança com Deus.
A figura de Cristo hoje impressiona e seduz muitos homens do nosso tempo, especialmente os jovens, por tudo o que de humano transmite, pelo seu amor aos pobres, pela sua coerência, pela sua tomada de posição levada até à morte, contra as pretensões do poder.
Mas há o risco de que esse Cristo seja visto em perspectiva simplesmente humana, deixando para o segundo plano ou mesmo recusando a sua divindade.
Por isso, a fé na divindade de Jesus Cristo seja particularmente defendida e corroborada no nosso tempo.
Cristo não é apenas um homem nem mesmo um homem de proporções gigantescas.
De que me serve um Deus despojado da sua divindade, da sua grandeza, do seu poder e reduzido apenas à minha própria humnanidade ?
Já tivemos muitos homens “grandes”, que conseguiram até certo ponto influenciar o espírito humano e modificá-lo.
Mas todos, uns mais outros menos, apresentaram as suas limitações ideológicas e existenciais, teóricas e práticas.
Com efeito na Igreja de Jesus foi-nos preparada uma morada, na qual temos acesso permanente ao Pai, «num único Espírito», e pela qual nos encontramos em bom caminho no plano da História da Salvação.
..............................
Diz o Catecismo da Igreja Católica :
2780. – Nós podemos invocar a Deus como «Pai», porque Ele nos foi revelado por Seu Filho feito homem e porque o Seu Espírito no-l’O deu a conhecer. O que o homem não pode conceber nem os poderes angélicos podem entrever a relação pessoal do Filho com o Pai, eis que o Espírito do Filho nos faz participar dela, a nós que cremos que Jesus é o Cristo e que nascemos de Deus.
2782 . - Nós podemos adorar o Pai, porque Ele nos fez renascer para a Sua vida, adoptando-nos por Seus filhos em Seu Filho Único : pelo Baptismo, incorpora-nos no Corpo do Seu Cristo; e pela Unção do Seu Espírito, que da cabeça se derrama pelos membros, faz de nós «cristos».

Entrada:
Abre Senhor nossos lábios - Coral Palestrina
Audio e Cifra

Eu sou o Caminho - Coral Palestrina - cd. Tua Palavra Permanece
Audio e Cifra

Jesus Cristo é o Caminho - Banda Anuncia-me cd. Pai amado
Audio e Cifra

Tu és o Caminho - Louvemos o Senhor 3,4,5
Audio e Cifra

Ressucitou - Luciana Antunes - cd. Amor Cifra Ressucitou - Monsenhor Jonas Abib - Cd. Collections Cifra Ressucitou - Com. Shalom - cd. Ressucitou Audio e Cifra Porque Ele vive - Padre Zeca - cd. Deus é Dez Audio e Cifra Cristo nossa Páscoa - Liturgicas Audio e Cifra O Senhor Ressurgiu, aleluia - Liturgicas Audio e Cifra O Senhor Ressurgiu - Liturgicas Audio e Cifra Cristo Venceu Aleluia - Liturgicas Audio e Cifra Ele Vive e Reinará! - Ministério Adoração e Vida - cd. ao vivo Audio e Cifra Celebrai - Banda Louvor e Glória Audio e Cifra Dia de Celebração - Ítalo Villar - cd. Força da Fé Audio e Cifra Celebrai a Cristo - Corinhos - DR Audio e Cifra Ato Penitencial: Senhor Vos sois o Caminho - Coral Palestrina Audio e Cifra Senhor que Viestes Salvar - Padre Zeca - cd. Deus é Dez Cifra Senhor que viestes para perdoar - Com. Recado - cd. Cânticos para Missa Cifra Senhor Vós Sois o Caminho - Coral Palestrina Cifra Hino de Louvor: Hino de Louvor - Com. Recado - cd. Canticos Para Missa Cifra Aclamação ao Evangelho: Resplandeceu - Shalom - Na Dança da Vida Audio e Cifra Como São Belos - Monsenhor Jonas Abib - cd. Só Pra Você Audio e Cifra Aleluia, o Senhor Ressurgiu Audio e Cifra Ao ouvir Tua Voz - Shalom - cd. Ressucitou Audio e Cifra Aleluia, Nosso cordeiro Pascal - Liturgicas Audio e Cifra Aleluia, Alegria minha gente - Liturgicas Audio e Cifra Ofertório: Eu Creio Num Mundo Novo - Liturgicas Cifras Tudo o que tenho Audio e Cifra Em Procissão vão o Pão e o Vinho - Liturgicas Audio e Cifra Sanctus: Santo - Cantinho da Criança - cd. Festa Maior Audio e Cifra Abraço da Paz: Bom e Agradável - Walmir Alencar - cd. Onde está Teu irmão? Audio e Cifra Comunhão: Eucaristia Pão da Vida - Hino Congresso Eucaristico Audio e Cifra Tu nos Atraístes - Com. Shalom - cd. Ressucitou Audio e Cifra Aonde iremos nós - Agnus Dei Audio e Cifra Eu sou o Pão do Céu - Ítalo Villar - cd Deus Sonha com Você Audio e Cifra Pós-Comunhão: O Caminho é Jesus - Sallete - cd. Tudo Passa Audio e Cifra Por Tuas chagas - Anjos de Resgate - cd. Ao vivo em Brasilia Audio e Cifra Seu Nome é Jesus - Rincão Padre Dé - cd. Por Amor Audio e Cifra Por Amor - Rincão Padre Dé - cd. Por Amor Audio e Cifra Por Amor - Anjos de Resgate - cd. Seja Luz Audio e Cifra Foi por Você - Anjos de Resgate - cd. Luz das Nações Audio e Cifra Final: Eis que Faço Nova Todas as Coisas - Mensagem Brasil cd 1999 Cifra Aleluia, Hoje a Morte foi vencida Audio e Cifra Como nao falar do seu amor - Dunga - cd. Eletroacustico Audio e Cifra Sou Filho do Rei - Batista Lima - cd. Quero Tocar em Ti Audio e Cifra

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...