Compartilhe

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Sugestão de Músicas para Solenidade da Ascensão de Nosso Senhor Jesus Cristo - Ano A - 05-06-2011



Sugestão para Missa Solene da Ascensão do Senhor aos céus - Ano A - 05-Jun-2011
- Tenhamos a mente e o coração no céu -

Esta Semana celebramos a Ascensão de Nosso Senhor Jesus Cristo ao Céu, estarei postando as sugestões de músicas para esta semana, lembrando que algumas músicas antigas que serão postadas podem ter seu ritmo alterado para serem utilizadas , seria como dar uma nova roupagem a música. E depois da semana de Pentecostes, quando retornar as liturgias do Tempo Comum estarei retornando com as meditações da liturgia.

Esta semana estarei postando a meditação de John Nascimento.

Deixe sua mensagem em nosso Blog para sabermos como estamos ajudando e como podemos melhorar e contribua com nosso apostolado ajudando a divulgar nosso blog!

Obrigado Pax et Bonum

Rogério Hirota
Ministério Ressurreição - Jacareí-SP


SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR - ANO A !
Autor: John Nascimento

A Liturgia da Palavra da Solenidade da Ascensão do Senhor, nos três Ciclos A,B e C, é um convite para reflectirmos no Destino do Homem Novo.

Completando a obra de reconciliação dos homens com Deus, Jesus começa uma vida nova, junto do Pai.A Sua peregrinação pela Terra atingiu assim o seu termo de triunfo e de glória.Com efeito, Aquele que no «madeiro da Cruz», entrega a Sua vida nas mãos do Pai, para a retomar na Ressurreição, entra agora na glória definitiva.

A Ascensão é, portanto, a exaltação suprema de Jesus, a Sua glorificação plena pelo Pai, constituído Senhor e centro da História do Mundo.

Como celebração do triunfo e da vitória de Cristo, a Ascensão celebra, ao mesmo tempo, o triunfo da humanidade que, unida ao sofrimento de Cristo, será também unida à Sua glória.

As duas primeiras Leituras são comuns aos três Ciclos, sendo apenas o Evangelho diferente para cada Ciclo.


Na 1ª Leitura, dos Actos dos Apóstolos, Jesus anuncia que vai enviar o Espírito Santo, no qual os discípulos serão baptizados.


- «Mas quando o Espírito Santo vier sobre vós, recebereis uma força e sereis Minhas testemunhas em Jerusalém».(1ª Leitura).


A Ascensão inaugura o tempo da Igreja, na qual, de futuro, o céu e a terra se vão encontrar.
Na Igreja, embora não vejamos Jesus, fisicamente, temos a possibilidade de viver de Cristo e com Cristo.Na Igreja de hoje, pelos Seus Apóstolos, testemunhas da Ressurreição, anunciadores do perdão e portadores da força do Espírito, Jesus continua a Sua Obra de Salvação.

A Igreja aclama a obra de Deus como canta o Salmo Responsorial :

- “Deus sobe por entre aclamações, o Senhor, ao som de trombetas”.

Na 2ª Leitura, S. Paulo diz aos Efésios, e hoje também a cada um de nós, que Jesus, com a Sua Ascensão, foi plenamente glorificado pelo Pai, que


O fez sentar a Sua direita, Lhe deu todo o poder e O constituiu chefe do Novo Povo de Deus e Senhor de todo o Universo.

- “Assim o mostra a eficácia da poderosa força que exerceu em Cristo, ao ressuscitá-l’O dos mortos e ao sentá-l’O à Sua direita, lá nos Céus
(...). Pô-l’O acima de todas as coisas como Cabeça da Igreja”.(2ª Leitura).

É d’Ele que jorra, continuamente, sobre o imenso Corpo que é a Igreja, a Vida Nova, recebida no Baptismo, para desabrochar, em toda a sua força
e beleza no Céu.

O Evangelho deste Ano A é de S. Mateus, que nos diz que, Jesus, revestido de poder divino, aparece, pela última vez, aos Seus discípulos,
transmite-lhes o Seu mesmo poder e confia-lhes a missão para a qual os havia chamado.

- «Todo o poder Me foi dado no Céu e na Terra. Ide, pois, fazer discípulos de todas as nações, baptizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito
Santo e ensinai-lhes a cumprir tudo quanto vos mandei. E Eu estou sempre convosco, até ao fim dos tempos».(Evangelho).Dando-lhes a certeza de que estará sempre junto deles, ao longo da história, envia-os a percorrer os caminhos do mundo, a fim de levarem todos os homens a conhecerem Jesus Cristo e a viverem segundo o Seu Evangelho.
Repare-se que, mesmo sabendo que alguma vez a sua Igreja poderia não ser inteiramente fiel, Jesus não diz aos seus discípulos que entregará a sua missão, a quaisquer outros, como pretendem algumas seitas religiosas que surgiram mais tarde, com a pretensão de serem as substitutas eleitas por Deus para a Igreja Católica.Interpretando teologicamente a Ascensão de Jesus, recomendam os anjos aos Apóstolos, que não fiquem a olhar para o céu mas que esperem e preparem a volta gloriosa do Senhor.

Esta é, até ao fim dos tempos, a missão da Igreja, numa caminhada entre o visivel e o invisível, entre a realidade presente e a futura cidade
para a qual nos destinamos.

A fórmula do nosso Credo : “Ressuscitou, subiu aos céus, está sentado à direita do Pai:”, exprime a fé pessoal da Igreja no destino de Jesus de
Nazaré.Este homem com o qual os Apóstolos “comeram e beberam” durante a sua existência terrena, “tornou-se Senhor”, depois da sua morte, porque o Pai o associou definitivamente à sua vida e ao seu poder sobre os homens e sobre o mundo.- “Todo o poder me foi dado no céu e na terra”.Vivo, depois da sua Paixão, ele está presente entre os seus numa nova dimensão, e anda com eles nos caminhos do mundo, aonde os envia como testemunhas da ressurreição, anunciadores do perdão dos pecados e da vida de filhos de Deus, portadores da força do Espírito, que reúne os homens de todas as nações na única Igreja.

Com a fé e o Baptismo, todos os homens entram na nova dimensão do Ressuscitado, pensam e buscam “as coisas do alto, onde Cristo está sentado à
direita de Deus”, participam, como membros do Corpo de Cristo, da “plenitude daquele que completa inteiramente todas as coisas”.Pensando nesta realidade, podem-se compreender as expressões de entusiasmo dos antigos cristãos, como este de S. Leão Magno :

- “A Ascensão de Cristo é a nossa ascensão; já que o Corpo é convidado a elevar-se até à glória em que o precedeu a Cabeça, vamos cantar a nossa
alegria, expandir em acção de graças todo o nosso júbilo. Hoje, não apenas conquistamos o paraíso, mas, em Cristo, penetramos nos mais altos céus”.Só nas promessas de Deus no Proto-Evangelho do Antigo Testamento, e da Palavra de Cristo no Novo Testamento, assenta a garantia do cumprimento do plano da História da Salvação.
...............................
Diz o Catecismo da Igreja Católica :
668. – “Cristo morreu e voltou à vida para ser Senhor dos mortos e dos vivos”(Rm.14,9). A ascensão de Cristo aos Céus significa a sua participação, em sua humanidade, no poder e autoridade do próprio Deus. Jesus Cristo é Senhor : Ele possui todo o poder nos Céus e na Terra. Está “acima de todo o principado, poder, virtude e soberania”, porque o Pai “tudo submeteu a seus pés” (Ef.1,20-22). Cristo é o Senhor do cosmos e da história. N’Ele, a história do homem, e, até, a Criação inteira encontram a sua “recapitulação”(Ef.1,10), o seu acabamento transcendente.

669. – Como Senhor, Cristo é também a cabeça da Igreja, que é o seu corpo. Elevado aos Céus e glorificado, tendo assim cumprido plenamente a sua
missão, continua na Terra por meio da Igreja. A redenção é a fonte da autoridade que, por virtude do Espírito Santo, Cristo exerce sobre a Igreja. “A Igreja, ou seja, o Reino de Cristo está presene já em mistério”, “germen e princípio deste mesmo Reino da Terra” (LG 3,5).

--------------------------------------------------------------------------------------------------
Entrada:

Por entre aclamações - Salette Ferreira - Tudo Passa
Cifra
Dica: Esta música pode ser tocada num rock balada estilo Quero te dar a Paz e fica muito legal para o Hino de Entrada.



Salmo 46 - Adrielle Lopes - Salmos cd 2
Cifra



O Senhor foi preparar - Liturgicas
Cifra http://www.baixa.la/arquivo/2552170



Não fiquei tristes, eu vou partir - Liturgicas
Cifra



O Senhor subiu ao céu - Liturgicas
Cifra



Ato Penitencial:
Kyrie Eleison - Nando Mendes
Audio e Cifra

Hino de Louvor:
Glória - Coral Filhos de Maria Imaculada - cd. A Missa, o Grande Encontro
Cifra



Aclamação:
Fiquemos de Pé - Liturgicas
Audio e Cifra

Salmo:
Salmo 46 - Canção Nova
Disponível Audio e Cifra Aqui


O Salmo 46 da Adrielle Lopes sugerido acima como entrada também pode ser cantado como salmo.

Salmo 46- CNBB - cd. Liturgia X
Cifra



Ofertório:
Mãos que cantam - Rainha da Paz - cd. No Colo da Mãe
Cifra



Sanctus:
Santo, Santo, Santo - Marco Aurelio Crestani
Audio e Cifra


Abraço da Paz:
Paz- Cantinho da Criança - Festa Maior
Audio e Cifra

Comunhão:
De Coração - Vida Reluz
Audio e Cifra

Pós-Comunhão:
Banquete do Cordeiro - Toca de Assis
Audio e Cifra

Final:
Olhos Firmes - Betinho
Audio e
Cifra

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...