Compartilhe

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Sugestão de Músicas para Missa do 31º Domingo do Tempo Comum - Ano A - 30-Out-2011

Sugestão de Músicas para Missa do 31º Domingo do Tempo Comum - Ano A - 30-Out-2011

- Dia Nacional da Juventude -
- Guardai-me Óh Senhor, Convosco, em Vossa Paz! -

Irmãos, A Paz de Jesus e o Amor de Maria!

Nesta semana a liturgia nos chama a meditar alguns temas centrais como o serviço do anúncio, lealdade à Palavra de Deus, a humildade e o amor fraterno.

Na Primeira Leitura de Malaquias 1, 14; 2, 1-2.8-10 O Profeta anuncia a ira do Senhor sobre os sacerdotes que deveriam orientar o povo mas usam de seus cargos para discriminar as pessoas e ao invés de levar a Palavra do Senhor como um alento e direcionamento tornava-a um fardo dificil de carregar. Por isso o Senhor avisa que é o Pai de toda a humanidade e seus mandamentos devem ser seguidos por todos sem excessão, para aqueles que estão no caminho cabe a humildade de querer ser o servo de todos e aqueles que estão recebendo o Anuncio, ter a humildade de acolhe-la e vivenciá-la em suas vidas.

O Salmo 130 (131) com a reposta "Guardai-me, ó Senhor, convosco, em vossa paz!" é um canto meditativo da humildade, onde o salmista frisa como deve ser o sentimento daqueles que vivem no Senhor, que é na humildade do coração, na paz do espírito e a confiança em Deus.

Na Segunda Leitura de I Tessaloniscenses 2, 7-9.13 São Paulo vai citar as qualidade que as pessoas que guiam o povo deve ter, ser discreto, amar muito e se entregar totalmente ao serviço. Qualidades que não precisam ser necessariamente voltadas somente aos sacerdotes, mas também a nós que estamos inseridos em nossa comunidade, em nossa casa. Somos também anunciadores e ajudamos a guiar as pessoas que necessitam de nós e temos que acolher estas qualidades em nosso viver para que nosso trabalho renda frutos, não frutos humanos, mas frutos que vêem da fonte do viver que é nosso Deus e Senhor.
 
No Evangelho de Mateus 23,1-12 Jesus vai resumir todas as leituras falando sobre a posturas dos fariseus. Jesus reconhece a autoridade recebida por eles mas critica suas atitudes falsas, pois se cobrem da Escritura, gostam da vida publica e serem reconhecidos mas erram em suas missões como lideres espirituais.

Como já  foi dito, o Senhor não só adverte os fariseus mas podemos também tomar para nós a mensagem de que não podemos viver a sombra do Evangelho para tornarmos pedra de tropeço, buscar retorno em troca do serviço a Deus. Nos dias de hoje é comum vermos pessoas utilizando do Evangelho para enriquecimento próprio, se dizem conhecedoras das Escrituras mas pregam e vivem uma vida totalmente diferente do mandando por Deus na Bíblia, pregam a valorização financeira em troca de bençãos, pregam o aborto como metodo de planejamento familiar, eutanasia, destruição e desvalorização da família através da liberação do casamento homossexual e virtudes hedonistas da sociedade atual. Por isso devemos reconhecer quem são nossos guias, quem está pastoreando as ovelhas do Senhor desde sua ascensão aos céus senão os apóstolos e seus sucessores que são os bispos e que estão na única Igreja com 2.000 anos de existência? A Igreja Católica!

Jesus também vai advertir forte os fariseus afirmando que somente existe um Mestre, um Pai e um Guia e que todos estão na mesma condição de filhos e quem se exaltar será humilhado e quem se humilhar sera exaltado. Em verdade Jesus quis mostrar a importância da humildade como forma primaria de todo cristão e também dos que estão a frente da Igreja. Quando Jesus afirma que só há um Mestre, Um Pai e um Guia não está dizendo que não devemos ter ninguem que nos ensine , ou ninguem que nos guia, mas pelo contrário, coloca uma mensagem diretamente aos fariseus que viviam a sombra da Palavra para ganhar status perante a sociedade, eram os chamados Mestres da Lei, os Pai da Escritura e os Guias o povo, por isso em outra passagem Jesus vai afirmar que eles são guias de cegos (Mt. 23,24) porque nao vivem o que pregam. Algumas pessoas sectárias utilizam dessa passagem para dizer que os católicos pecam quando chamamos os sacerdotes de padres que significa pai e utilizam dessa passagem, mas como podemos ver, Jesus não proibe isso, mas estaria admoestando os fariseus. Os católicos chamam os sacerdotes de "Padre" como um sinal da afeição, como eles tratam seus parentes naturais e também porque ele se parece com um pai por seus deveres e obrigações, são os pai da fé que alimentam seu povo da palavra de Deus e Eucaristia. A palavra "Padre" é encontrada mais de 1.000 vezes na Bíblia, e apenas a metade refere-se a Deus. As outras referem-se a SERES HUMANOS, que são chamados "Padres". Por isso é infundada esta acusação mau interpretada da Bíblia.

Espero ter ajudado, deixe seu comentário sobre nossa sugestão e meditação da liturgia. E ajude-nos a divulgar o Blog para que mais pessoas possam crescer conosco.

Pax et Bonum

Rogério Hirota


Entrada:
Ide Anunciai - Pe. Zezinho
Audio e Cifra

Anuncia-me - Vocação de Profeta - Monsenhor JOnas Abib
Audio e Cifra 

Eis-me aqui Senhor - Católicas
Audio e Cifra 

Eu te seguirei - Pe. Zezinho
Audio e Cifra

Eucaristia Pão da Vida - Hino do Congresso Eucarístico 2010
Audio e Cifra

Sim, eu Irei - Leo Mantovani - cd. Em Teu Altar
Audio e Cifra 

Ato Penitencial:
Eu confesso - Irmã Míria T. Kolling - cd. Canto Pastoral - Ordinário da Missa
Audio e Cifra 

Hino de Louvor:
Gloria a Deus lá nas alturas - Católicas
Audio e Cifra 

Aclamação:
Tua Palavra me envia - Católicas
Audio e Cifra 

Ofertório:
Minha Oferta - Voz de Deus
Audio e Cifra

Santo:
Santo Santo, Santo é o Senhor - Com. recado
Audio e Cifra 

Paz:
Paz - Banda Novo Milenio
Audio e Cifra 

Comunhão:
Vou cantar teu amor - Pe. Joaozinho
Audio e Cifra 

Cantar a Beleza da Vida - Católicas
Audio e Cifra

Pós-Comunhão:
Vou Navegar - Católicas
Audio e Cifra 

Final:
Anunciamos o Rei - Com. Palavra Viva - cd. Um Tempo Novo
Audio e Cifra

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...