Compartilhe

terça-feira, 24 de maio de 2011

Sugestão para Missa do VI Domingo da Páscoa - Ano A - 29-Mai-2011



Sugestão para Missa do VI Domingo da Páscoa - Ano A - 29-Mai-2011
- O Pai nos dará outro defensor -

Nesta semana prosseguimos as leituras liturgicas das Semanas da Páscoa que se encerra no dia de Pentecostes, nestas semanas as músicas que utilizamos no Domingo de Páscoa podem ser utilizadas normalmente porque as leituras vão nos remeter a uma reflexão da vitória de Cristo Ressuscitado, da vitória sobre a morte e a salvaçao para toda a humanidade.

Nestas semanas deixarei a base da sugestão fixa com as musicas do Tempo Pascal e estarei apenas acrescentando algumas músicas mais específica da leitura do Domingo.

Não estarei fazendo as meditações da Liturgia porque as músicas já terão um sentido, um rumo a ser seguido , mas para não ficarmos sem um aprofundamento estarei partilhando as ótimas meditações de John Nascimento na qual o mesmo divulga seus textos pelas listas católicas. Encerrando as semanas do Tempo da Páscoa voltaremos com as meditações liturgicas e as música direcionadas especificadamente para cada Domingo.

Boa Páscoa a Todos! Viva Cristo ressucitado! Aleluia! Aleluia!

Deixe sua mensagem em nosso Blog para sabermos como estamos ajudando e como podemos melhorar e contribua com nosso apostolado ajudando a divulgar nosso blog!

Obrigado Pax et Bonum

Rogério Hirota
Ministério Ressurreição - Jacareí-SP

6º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO A !
Autor: John Nascimento

Não vos deixarei órfãos !....

A Liturgia da Palavra deste 6º Domingo da Páscoa – A, diz-nos que Jesus Ressuscitado é testemunhado pelos Cristãos que se amam.
Jesus promete o Espírito de verdade a quem observa os Seus mandamentos.
Só quem faz o que agrada ao amigo pode dizer que está verdadeiramente em comunhão com ele.
Como Cristo sempre fez o que agradava ao Pai, aceitando sem reservas o plano de salvação e executando-o com livre obediência e assim se manifestou como o «Filho bem amado», também quem crê em Cristo entra na mesma corrente de amor, porque responde à escolha e à predilecção do Pai.
O Espírito de Cristo ilumina agora os que crêem para que continuem na sua vida a atitude filial de Cristo.
Ainda não é cristão quem pratica os dez mandamentos, código elementar de comportamento moral e religioso, mas quem é fiel ao único mandamento do amor, até dar a vida em plena liberdade.
Este amor faz passar da morte para a vida.
A 1ª Leitura dos Actos dos Apóstolos, diz-nos que a presença de Pedro e João na Samaria exprime, antes de mais, a unidade profunda que deve existir entre uma Igreja local e a Igreja universal.
Mas é também a confirmação do trabalho missionário, realizado pelo diácono Filipe.
- “Filipe desceu a uma cidade da Samaria e esteve aí a pregar o Messias. (...) Quando os Apóstolos que estavam em Jerusalém ouviram dizer que a Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram lá Pedro e João”. (1ª Leitura).
Ao imporem as suas mãos sobre os novos baptizados, os Apóstolos reconheciam, na verdade, como autêntica a proclamação da «Boa Notícia», feita por Filipe.
Ao comunicarem o Espírito Santo aos Samaritanos, completavam a sua iniciação cristã.
Aquela comunidade cristã tornava-se assim uma comunidade adulta.
O Espírito Santo recebido já no Baptismo, mas comunicado de modo especial pelos Apóstolos, ficará a actuar naquela comunidade como fonte de crescimento e princípio de unidade extensivo a toda a gente como proclama o Salmo Responsorial :
- “A Terra inteira aclame o Senhor” !
Na 2ª Leitura S. Pedro diz que à semelhança de Jesus Cristo, o cristão conhecerá muitas vezes a contradição, a calúnia e mesmo a perseguição.
Ora, nestas circunstâncias, que atitude tomar ?
Segundo S. Pedro, não pode ser outra senão a de seguir o exemplo de Cristo, o justo, o Qual sofreu a morte por todos, mas foi ressuscitado pelo Espírito.
- “Venerai Cristo Senhor em vossos corações, prontos sempre a responder a quem quer que seja(...) Mas que seja com brandura e respeito, conservando uma boa consciência, para que, naquilo mesmo em que fordes caluniados, sejam confundidos os que dizem mal do vosso bom proceder como discípulos de Cristo”.(2ª Leitura).
Ao responder à violência com amor, o cristão não assume uma atitude passiva.
Ele não é um cobarde, nem um tímido.
Porque conhece os motivos da sua fé e as razões da sua esperança, está sempre pronto a defender a sua vida cristã.
Porque se esforça por manter uma conduta irrepreensível, não teme acusação alguma.
Contudo, está sempre disposto a aceitar o sofrimento, certo de que assim participa na obra redentora de Cristo e se torna um sinal vivo da esperança que o anima.
O Evangelho é de S. João e diz-nos que, na véspera da Sua morte, Jesus assegura àqueles que O amam que não os deixará sós, nem abandonados.
Durante o tempo da Sua ausência sensível, até ao fim dos tempos, terão, de facto, a assistência do Espírito Santo, o Espírito de verdade, que prosseguirá a obra de intercessão, de defesa, de ajuda, desenvolvida por Jesus, na Sua vida terrena, em favor dos Seus discípulos.
- «Se Me tendes amor, guardareis os Meus mandamentos. E Eu pedirei ao Pai, que vos dará outro Defensor, para estar sempre convosco : O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê nem O conhece”.(Evangelho).
Através do Espírito Santo, força pessoal de Deus, Jesus continuará, indefinidamente, com os Seus.
Através do Espírito Santo, os discípulos continuarão a ser iluminados e fortificados.
O amor é também o melhor testemunho da novidade de vida trazida por Cristo, porque é de outra ordem : não só o respeito da auteridade e da liberdade dos outros, da sua dignidade de homens, mas o reconhecimento de uma fraternidade baseada na adopção filial.
Esse amor “teologal” dá uma dimensão mais profunda ao esforço, comum aos não-cristãos, de promoção e libertação do homem, de construção de um mundo justo e pacífico.
Essa lúcida fidelidade ao homem, esse esforço incansável e desinteressado, é para o cristão uma participação do amor criador de Deus, da Páscoa do Senhor.
Assim, “santifica o Senhor Deus em seu coração” e responde a quem lhe pergunta a razão da sua esperança, remetendo, para além da sua pessoa, Àquele que é fonte de amor.
O amor dos cristãos dá testemunho de Cristo ressuscitado, de dois modos.
- Primeiramente, o amor dos cristãos entre si.
“Vede como se amam”, diziam os pagãos sobre os primeiros cristãos.
Hoje, os novos pagãos, pós-cristãos, poderão dizer o mesmo ao olhar para as nossas relações pessoais ?
Ou o nosso comportamento só levará a menosprezar e a desconfiar do cristianismo e da sua insistência sobe o amor ?
Certamente falamos demais de amor, fazendo dele quase um género literário; mas não o vivemos sinceramente entre nós, divididos como somos por preconceitos, sectarismo e guetos diversos.
- Em segundo lugar, o amor dos cristãos pelo mundo.
Em cada época da história, a Igreja é chamada a dar uma contribução específica.
Nos séculos passados empenhou-se em salvaguardar e difundir a cultura, entregou-se às obras de assistência em benefício dos pobres e indigentes, fundou hospitais, cuidou da instrução do povo e criou os primeiros serviços sociais.
Hoje tudo isso é em geral assumido pelo Estado, e a obra que a Igreja ofereceu durante séculos tende a terminar.
O Estado deve preocupar-se com a difusão da cultura, com a instrução, com a escola, com a assistência e com todo o tipo de serviço social.
Liberada dessas tarefas, cabe agora à Igreja oferecer à humanidade a sua contribuição original e única : o sentido e o valor construtivo do amor.
E, guardando religiosamente o mandamento do amor, cresceremos na unidade e viveremos sempre em comunhão com o Pai e o Filho na intimidade do plano da História da Salvação.
...................................
Diz o Catecismo da Igreja Católica :
687. - «Ninguém conhece o que há em Deus, senão o Espírito de Deus»(1 Cor.2,11). Ora, o seu Espírito, que O revela, faz-nos conhecer Cristo, seu Verbo, sua Palavra viva; mas não Se diz a Si próprio. Aquele que «falou pelos profetas» faz-nos ouvir a Palavra do Pai. Mas a Ele, nós não O ouvimos. Não O conhecemos senão no movimento em que Ele nos revela o Verbo e nos dispõe a acolhê-l’O na fé. O espírito de Verdade, que nos «revela» Cristo, «não fala de Si próprio»(Jo.16,13). Tal apagamento, propriamente divino, explica porque é que «o mundo não O pode receber, porque não O vê nem O conhece», enquanto aqueles que crêem em Cristo O conhecem, porque habita com eles e está neles.(Jo.14,17).

Entrada:
Ressucitou - Luciana Antunes - cd. Amor Imenso
Cifra



Ressucitou - Monsenhor Jonas Abib - Cd. Collections
Cifra




Ressucitou - Com. Shalom - cd. Ressucitou
Audio e Cifra

Porque Ele vive - Padre Zeca - cd. Deus é Dez
Audio e Cifra

Cristo nossa Páscoa - Liturgicas
Audio e Cifra

O Senhor Ressurgiu, aleluia - Liturgicas
Audio e Cifra

O Senhor Ressurgiu - Liturgicas
Audio e Cifra

Cristo Venceu Aleluia - Liturgicas
Audio e Cifra

Ele Vive e Reinará! - Ministério Adoração e Vida - cd. ao vivo
Audio e Cifra

Celebrai - Banda Louvor e Glória
Audio e Cifra

Dia de Celebração - Ítalo Villar - cd. Força da Fé
Audio e Cifra

Celebrai a Cristo - Corinhos - DR
Audio e Cifra

Ato Penitencial:
Senhor que Viestes Salvar - Padre Zeca - cd. Deus é Dez
Cifra

Senhor que viestes para perdoar - Com. Recado - cd. Cânticos para Missa
Cifra

Senhor Vós Sois o Caminho - Coral Palestrina
Cifra

Hino de Louvor:
Hino de Louvor - Com. Recado - cd. Canticos Para Missa
Cifra

Aclamação ao Evangelho:
Resplandeceu - Shalom - Na Dança da Vida
Audio e Cifra

Como São Belos - Monsenhor Jonas Abib - cd. Só Pra Você
Audio e Cifra

Aleluia, o Senhor Ressurgiu
Audio e Cifra

Ao ouvir Tua Voz - Shalom - cd. Ressucitou
Audio e Cifra

Aleluia, Nosso cordeiro Pascal - Liturgicas
Audio e Cifra

Aleluia, Alegria minha gente - Liturgicas
Audio e Cifra

Ofertório:
Eu Creio Num Mundo Novo - Liturgicas
Cifras



Tudo o que tenho
Audio e Cifra

Em Procissão vão o Pão e o Vinho - Liturgicas
Audio e Cifra

Sanctus:
Santo - Cantinho da Criança - cd. Festa Maior
Audio e Cifra

Abraço da Paz:
Bom e Agradável - Walmir Alencar - cd. Onde está Teu irmão?
Audio e Cifra

Comunhão:
Eucaristia Pão da Vida - Hino Congresso Eucaristico
Audio e Cifra

Tu nos Atraístes - Com. Shalom - cd. Ressucitou
Audio e Cifra

Aonde iremos nós - Agnus Dei
Audio e Cifra

Eu sou o Pão do Céu - Ítalo Villar - cd Deus Sonha com Você
Audio e Cifra

Pós-Comunhão:

Por Tuas chagas - Anjos de Resgate - cd. Ao vivo em Brasilia
Audio e Cifra

Seu Nome é Jesus - Rincão Padre Dé - cd. Por Amor
Audio e Cifra

Por Amor - Rincão Padre Dé - cd. Por Amor
Audio e Cifra

Por Amor - Anjos de Resgate - cd. Seja Luz
Audio e Cifra

Foi por Você - Anjos de Resgate - cd. Luz das Nações
Audio e Cifra

Final:
Gloria para Sempre - Monsenhor Jonas Abib - cd. Collections
Cifra




Eis que Faço Nova Todas as Coisas - Mensagem Brasil cd 1999
Cifra

Aleluia, Hoje a Morte foi vencida
Audio e Cifra

Como nao falar do seu amor - Dunga - cd. Eletroacustico
Audio e Cifra

Sou Filho do Rei - Batista Lima - cd. Quero Tocar em Ti
Audio e Cifra

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...